Axé fica fora da lista de músicas mais ouvidas em 2017




Axé fica fora da lista de músicas mais ouvidas em 2017;Ivete aparece com canção sertaneja

Com a entrada de 2018, os balanços do ano anterior começam a ser divulgados. No cenário musical, por exemplo, o ritmo Axé não aparece em nenhuma das paradas. Das 10 mais tocadas nas rádios do Brasil, todas são do sertanejo, de acordo com relatório divulgado pelo Instituto Crowley. A liderança ficou com “Acordando o Prédio”, de Luan Santana, reproduzida 773.242 vezes ao longo do ano, seguida de “Vidinha de Balada (Henrique e Juliano) e fecha o top três com “Cadeira de Aço” (Zé Neto e Cristiano). As únicas baianas na lista são Simone e Simaria na 6ª posição, com a música “Loka”, em parceria com Anitta, e na faixa “Regime Fechado” em 8º. Ao olhar o top 100, Ivete figura na 18ª posição em uma participação com a sertaneja Naiara Azevedo (“Avisa que eu Cheguei”) e depois a Bahia volta a aparecer com a alagoinhense Sol Almeida na 68ª, na canção “Se é Pra Gente Ficar”, um feat com Wesley Safadão. Nenhuma música de axé aparece entre as 100 mais tocadas nas rádios do Brasil. Ao trazer um recorte mais específico só com as execuções do gênero Axé, divulgado pelo Connectmix, as duas primeiras mais bem executadas são “Taquitá” e “Baldin de Gelo”, de Claudia Leitte, com 225.345 e 174.235 reproduções respectivamente. O número é bem distante do alcançado por Luan Santana. O top três é encerrado com Ivete em parceria com Safadão na música “À Vontade” (159243 execuções). O top 10 ainda tem a juazeirense no 4º (“Zero a Dez), 5º (“O Doce”), 6º (“Cheguei pra te Amar”) e 8º (“Mais e Mais”). Léo Santana aparece em 7º e 10º lugar com “Encaixa” e “Vai dar PT”. Já no serviço de streaming de música, Spotify, o Axé também não figura. Dezenove dos 20 artistas mais ouvidos do país são brasileiros, a exceção é o britânico Ed Sheeran, com “Shape of You”. Das 20 faixas mais executadas, 17 também são brasileiras. Os destaques do serviço online são as cantoras Anitta e Pabllo Vittar e o Dj Alok. *Bahia Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *