Com crise econômica, jingles de presidenciáveis defendem volta por cima

por Gustavo Uribe | Folhapress

Os jingles dos candidatos a presidente deste ano oferecem um cardápio musical variado, com direito a forró, sertanejo e reggaeton. A mensagem central deles, contudo, é semelhante: necessidade de mudança e de retomar a prosperidade do país.

Em campos políticos diferentes, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB), filiados a partidos que já governaram o país, pregam que a população brasileira dê a volta por cima e volte a ser feliz e a sorrir.

Os jingles de Jair Bolsonaro (PSL) e Ciro Gomes (PDT), cujos partidos nunca presidiram o Brasil, defendem que a sociedade tenha esperança e adote um novo rumo. Os dois candidatos, conhecidos pelo temperamento forte, ressaltam a necessidade de eleger um presidente de coragem.

Como o jingle petista, que pede para chamarem Lula porque ele “dá jeito”, o de Henrique Meirelles (MDB) também o apresenta como um nome que pode consertar o país. “Chama, chama, chama o Meirelles. Chama que ele tem a solução”, ressalta.

Em 2014, o país entrou em recessão econômica e até hoje não retomou o ritmo anterior de crescimento. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a taxa de desemprego é de 12,4%, o que corresponde a 13 milhões de pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *