‘Festa de despedida’ de jogadores do México tem prostitutas e acaba em escândalo, diz revista

Foto: Getty Images

Um escândalo tomou conta da preparação da Seleção Mexicana para a Copa do Mundo. Segundo a revista TVNotas, alguns atletas participaram de uma ‘festa de despedida’, que contou com a presença de 30 prostitutas. Segundo a revista, a farra aconteceu no último sábado e teve a presença de oito jogadores. Seriam eles o goleiro Ochoa, o zagueiro Carlos Salcedo, os meias Hector Herrera, Jesus Gallardo, Marco Fabián, Jonathan e Giovani dos Santos e o atacante Raul Jimenez. Ainda de acordo com a revista, no local houve consumo de álcool e “tragos”. “Chegaram às 22h30 e ali ficaram muito bem acompanhados, com música, tragos, jogos e mulheres. Tinham a noite livre, sem suas namoradas e esposas”, afirmou uma fonte ao veículo mexicano. Apesar do escândalo, o técnico Juan Carlos Osorio e a Federação Mexicana de Futebol não se pronunciaram. O México estreia na Copa no dia 17 de junho, contra a Alemanha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *