Rugas na testa podem indicar risco de problemas cardíacos, diz pesquisa

Cientistas franceses descobriram que linhas de expressão da testa podem indicar risco de problemas cardíacos. Os resultados são um acréscimo a pesquisa anterior que indicou um elo entre a saúde do coração e manifestações como calvície, vincos nos lóbulos das orelhas e xantelasma (bolinhas na região dos olhos).

Os pesquisadores da Universidade de Toulouse acompanharam, por 20 anos, 3,2 mil pessoas com idade de 32 a 62 anos no início da investigação. Segundo a revista Super Interessante, os participantes eram avaliados de tempos em tempos e ganhavam notas de 0 a 3, de acordo com a profundidade das rugas na testa.

O estudo concluiu que, quanto maior a nota dos participantes, aumentava a chance de um problema cardíaco. A probabilidade se manteve mesmo ao considerar fatores de risco, como idade, pressão arterial, gênero, diabetes e hábito de fumar.

A justificativa estaria relacionada ao fato de o stress oxidativo e a perda de colágeno participarem não só da formação de rugas, mas também do surgimento da aterosclerose. Outra hipótese é que, por serem muito pequenas, as veias da testa podem ser mais sensíveis à deposição de placas de gordura. *Bahia Notícias

Foto: Shutterstock

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *