Valença sedia encontro que aborda questões de gênero na capoeira e na sociedade

 

O II Gingando por Autonomia será um encontro de Capoeira Angola e cultura afro-brasileira que propõe a reflexão sobre o papel das mulheres e a questão de gênero na comunidade da capoeira e na sociedade mais ampla. O evento
será realizado pela FICA entre os dias 1 e 5 de agosto de 2018, no município de Valença.

O objetivo principal do evento é fortalecer a presença protagonista das mulheres na Capoeira Angola e promover o intercâmbio de capoeiristas na região do Baixo Sul da Bahia, dando ênfase à presença e participação de meninas e jovens afro brasileiras da região.

O tema do encontro, “A Narrativa de Maria Felipa”, propõe a celebração da vida e história desta mulher negra baiana que atuou ativamente na luta pela independência da Bahia. A proposta é atuar pela recuperação de memórias coletivas das mulheres negras que tiveram uma atuação protagonista em nossa história e foram constantemente invisibilizadas nas narrativas históricas oficiais.

Uma das formas de valorização das mulheres capoeiristas no evento é a escolha das convidadas, em sua grande maioria mulheres, mestras e contra-mestras, vindas de diversos estados do país, que são referências mundiais na Capoeira Angola.

As convidadas irão ministrar oficinas de Capoeira Angola, samba de roda, coco e maculelê, além de compor mesas de debates sobre o tema do evento. Haverá ainda a presença da sambadeira Dona Aurinda, da Ilha de Itaparica, reconhecida como uma griô da cultura popular local.

As oficinas e mesas de conversa acontecerão nas cidades de Valença, Ituberá, e no povoado do Bonfim (zona rural de Valença), locais onde a FICA-Valença vem atuando, e serão voltadas para a comunidade de capoeiristas e para os alunos e alunas das escolas públicas.

Durante o evento serão oferecidas ainda oficinas simultâneas para o público infantil e haverá também o lançamento do livro infantil “Capo Flora Fauna Eira: uma arte brasileira”, da autora e contra-mestra Lilu Luísa Pimenta, abordando a temática da história do Brasil pela perspectiva da capoeira.

Diversas parcerias estão sendo estabelecidas no município para propiciar a execução no evento. Dentre elas, destaca-se a parceria com o Instituto Federal (IFbaiano), onde a FICA-Valença vem realizando um projeto
de extensão, oferecendo aulas de capoeira para os alunos.

 

PROGRAMAÇÃO (Sujeita a alterações)

Dia 31/07, terça-feira
Chegada das convidadas de Recife / Olinda – PE
Dia 01/08, quarta-feira (Ituberá)
● Saída para o IDES Ituberá, com alunas e alunos de Graciosa e Igrapiúna.
● Oficinas de Capoeira Angola, percussão e coco finalizando com uma
roda de Capoeira Angola.
● Durante a noite faremos uma roda na Faculdade Zacarias de Góes
(FAZAG)

Dia 02/08, quinta-feira
Manhã: Aulas Escolas públicas de Valença.
16h: CREDENCIAMENTO E ACOMODAÇÃO NO KILOMBO TENONDE
18h: Apresentação das convidadas, coquetel e Roda de abertura

Dia 03/08, sexta-feira (Kilombo Tenonde e Valença)
6:30 às 8h – Café da manhã
8h às 10h – aulas simultâneas
PAUSA PARA LANCHE
10:30-12:30 – aulas simultâneas
13h às 15h – Almoço
15h – Saída para a cidade de Valença
16 às – 18h – Palestras: “Marielle e a condição feminina negra” – Profa. Dra.
Maria Aparecida Lopes; e “Feminismo Angoleiro” – Mestra Janja.
18h – Lançamento do livro “CAPOflora faunaEIRA” com a presença da autora
Contra Mestra Lilu Luísa Pimenta.
19h – Roda de Capoeira
22h – RETORNO PARA O KILOMBO TENONDE

Dia 04/08, sábado
6:30 às 8h – Café da manhã
7 hrs – Saída do ônibus de Valença para o Kilombo Tenonde
8h às 10h – aulas simultâneas / ADULTOS E CRIANÇAS
PAUSA PARA LANCHE
10:30-13h – Mesa redonda: Felipa e outras Marias: Narrativas de ontem, hoje,
de sempre – Mestre Bel, Mestra Janja, Contra Mestra Brisa do Mar, Ângela
Ribeiro e Adriana Albert Dias.
13h às 15h – Almoço
15:30h às 17:30h – Aulas simultâneas / ADULTOS E CRIANÇAS
18h – RODA
21h – Show de talentos : Apresentação de dança, teatro e poesia com artistas
locais e participantes do evento fazendo uma homenagem a MARIA FELIPA

Dia 04/08, domingo
7 hrs – Aula de Capoeira Angola
8 h às 10h – Roda de encerramento
10:30- Vivência de Samba de Roda com Dona Aurinda e convidados vindo da
ilha de Itaparica especialmente para este momento. *(Ricardo Lemos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *